Como a hipnose pode ajudar a parar de fumar?

De acordo com o renomado Dr. Dráuzio Varella, sete em cada dez fumantes dizem que gostariam de largar o cigarro, e cinco afirmam já terem tentado parar de fumar pelo menos uma vez na vida. Contudo, apenas de 3% a 6% das pessoas que tentam abandonar este vício conseguem sozinhas.


Ainda de acordo com Varella, o melhor caminho para aumentar as chances de parar de fumar é combinar hábitos saudáveis — como prática de atividades prazerosas e alimentação regulada — com medicamentos e suporte psicológico. Lembrando que o tratamento para parar de fumar deve ser individualizado.


No artigo de hoje, mostraremos por que o cigarro causa dependência física e psicológica e como a hipnose pode ajuda a parar de fumar por meio de técnicas de recondicionamento comportamental. Continue a leitura para saber tudo sobre o assunto!


Como a nicotina afeta o cérebro?


Muitas pessoas reduzem o problema do cigarro ao pensamento simplório “se todo fumante sabe que fumar faz mal à saúde, por que não para de fumar?”. O fato é que a questão é mais complexa do que isso e está muito além da força de vontade do fumante.


Existe uma série de fatores que tornam o processo de parar de fumar um verdadeiro desafio. Entre os principais aspectos, estão a dependência fisiológica de nicotina — ou seja, quando o corpo desenvolve a necessidade das substâncias contidas no cigarro — e a dependência psicológica — quando o hábito de fumar começa a ser disparado por gatilhos emocionais.


Segundo o Dr. José Rosenberg, um dos fundadores da universidade de medicina da PUC (SP) e professor de pneumologia, após uma tragada no cigarro, os efeitos da nicotina levam cerca de sete a 12 segundos para chegar ao cérebro. Os centros nervosos que fazem o reconhecimento das substâncias geram uma enorme quantidade de hormônios psicoativos, que acabam levando o usuário à dependência. A dopamina é o principal deles.


O efeito da nicotina é tão viciante que aproximadamente seis em cada dez pessoas que fumam por mais de seis semanas, devem continuar fumando nos próximos 30 anos. É muito comum que, ao tragar o primeiro cigarro, o indivíduo passe por sintomas desagradáveis como tosse, náusea, tontura, dor de cabeça, nervosismo e insônia.


Entretanto, à medida que a pessoa fuma mais cigarros, o organismo tende a desenvolver tolerância, e é aí que fumar se tornar um hábito diário.


Como a hipnose ajuda a parar de fumar?


O paciente é o protagonista da terapia


Quando um tabagista procura a hipnose clínica para parar de fumar, deve ter em mente que o principal responsável pela mudança é ele mesmo. A hipnose acabou se popularizando como uma estratégia infalível para tratar diversos problemas emocionais e dependências psicológicas. Porém, apesar de ter um índice de eficiência bastante alto, a hipnose não pode “obrigar” uma pessoa a fazer algo que ela não queira de fato.


O que queremos dizer é que não basta procurar um hipnoterapeuta altamente treinado e qualificado. É preciso também se comprometer com o tratamento para parar de fumar que, apesar de já apresentar resultados significativos nas primeiras sessões de terapia, pode levar até meses para atingir o objetivo esperado.


Identificação de gatilhos comportamentais e emocionais para que sejam tratados


Em um tratamento para parar de fumar com hipnose, o hipnoterapeuta ajudará o paciente a identificar todos os gatilhos comportamentais/emocionais que o mantém no vício do cigarro, isto é, os motivos que o fazem “precisar” continuar fumando.


Como já foi dito, para alcançar melhores resultados, é importante que o tratamento com hipnose seja acompanhado juntamente a um tratamento médico, já que o vício em nicotina também está relacionado à dependência química do organismo. Enquanto a hipnoterapia atua nas questões emocionais e psicológicas, os medicamentos ajudam a tratar a parte fisiológica do vício.


O tratamento para parar de fumar com hipnose na prática


Existem diferentes razões que levam uma pessoa a fumar diversos cigarros por dia. Essas razões são o que entendemos como gatilhos — acontecimentos ou circunstâncias que dispararam a vontade de fumar — e o hipnoterapeuta avaliará minuciosamente cada um deles, no que a psicologia define como análise funcional.


A partir do momento em que o paciente descobre quais são os gatilhos que o estão levando a fumar, torna-se muito mais fácil progredir na tarefa de parar de fumar, em especial por causa do auxílio das técnicas de hipnoterapia que ele aprenderá durante as sessões.


Digamos, por exemplo, que quando o paciente se sente inseguro ou ansioso, a primeira coisa que faz é acender um cigarro, pois isso o torna mais confiante ou o acalma. Após o tratamento para parar de fumar com hipnose clínica, ele conseguirá identificar e interromper o comportamento automático de fumar quando tiver estas sensações. Além disso, ele terá o domínio para optar por melhores maneiras de lidar com os problemas.


A hipnoterapia ajuda a pessoa a recondicionar a mente em um período de tempo mais curto. Para que você tenha uma ideia, não é incomum indivíduos que identificam mudanças drásticas em até cinco sessões, assumindo o controle de seus comportamentos e emoções.


Ainda que, no início, possam ocorrer crises de abstinência, a hipnose também ajuda a reduzir a intensidade delas à medida que o tratamento avança, já que agora o paciente conhece técnicas para lidar com sua mente e gerenciar as emoções.


Gostou do artigo? Quer saber mais sobre como funciona o tratamento para parar de fumar com hipnoterapia? Então entre em contato com a gente para agendar uma consulta de hipnose em Santos!

32 visualizações

(11) 95550-2907  /  (13) 99717-6375     /     E-mail: clinicasheknah@gmail.com

Santos: Av. Conselheiro Nébias, 754, Conj. 2508/1813, Boqueirão, Santos - SP

São Paulo: Vila Madalena e Conjunto Nacional (Av. Paulista)

  • w-facebook
  • w-tbird
  • google+