Transtornos alimentares: 3 distúrbios que mostram que você precisa de tratamento

Diariamente, lidamos com mensagens que impactam na forma como nos sentimos em relação à nossa aparência. Porém, para algumas pessoas, a baixa autoestima em relação à imagem corporal pode estar ligada a distúrbios alimentares persistentes. Além de prejudicarem a saúde, esses problemas podem afetar a rotina, os sentimentos e até mesmo os relacionamentos.


Os distúrbios mais comuns são a bulimia nervosa, anorexia nervosa e o transtorno alimentar compulsivo. Em geral, são desenvolvidos na fase da adolescência ou no início da vida adulta, no entanto podem aparecer em qualquer idade e permanecer por muitos anos, caso a pessoa não procure um tratamento adequado.


Transtornos alimentares costumam impactar diretamente no peso, forma corporal e na qualidade dos alimentos ingeridos, levando o indivíduo a comportamentos alimentares perigosos que prejudicam a nutrição do organismo, a saúde do coração, o sistema digestivo, além de causarem doenças. Por isso, neste conteúdo mostraremos como se manifestam os principais distúrbios alimentares. Acompanhe a leitura para conferir!


1. Sintomas de bulimia


A bulimia é caracterizada pela compulsão alimentar repetida, seguida por tentativas que “compensar” a excessividade, como uso abusivo de diuréticos ou laxantes, vômitos forçados e exercícios excessivos.


Pessoas que sofrem com bulimia costumam apresentar um medo descontrolado de ganhar peso e se sentem infelizes com a forma e o tamanho do corpo. O ciclo vicioso de compulsão alimentar seguida por compensação é, na maioria dos casos, feito em segredo, criando sentimentos de culpa, vergonha e falta de controle.


Os sintomas mais comuns em quem sofre de bulimia são:

  • uso de laxantes ou diuréticos;

  • excesso de atividades físicas;

  • reclamações sobre o peso;

  • pular refeições ou evitar comer na frente de outras pessoas;

  • práticas compensatórias — idas ao banheiro logo após as refeições;

  • sons ou cheiro de vômito;

  • evidência de compulsão alimentar — aparecimento de muitas embalagens de alimentos vazias ou desaparecimento de grandes quantidades de comida em curtos espaços de tempo;

  • fazer dieta constantemente;

  • mastigar muito goma de mascar ou usar enxaguantes bucais com frequência.


2. Sinais de anorexia nervosa


Semelhante à bulimia, é comum que a pessoa que sofra de anorexia nervosa tenha um medo obsessivo de ganhar peso e, portanto, recuse-se a manter um peso corporal saudável. Além disso, ela tem uma percepção irreal da própria imagem. Muitos indivíduos com esse distúrbio limitam a quantidade de alimentos que consomem e consideram-se acima do peso, ainda que estejam claramente magros.


Entre os sintomas comportamentais mais comuns em pessoas com anorexia nervosa, podemos citar:

  • evitar fazer refeições na frente de outras pessoas;

  • perda de peso dramática;

  • vestir roupas volumosas e soltas para esconder a perda de peso;

  • praticar exercícios físicos de maneira intensa;

  • preocupação constante com alimentos, dieta e contagem de calorias;

  • queixar-se de dor no estômago ou de intestino preso;

  • recusa para comer determinados alimentos como gorduras ou carboidratos;

  • negar que a magreza extrema seja um problema;

  • parar de menstruar.


3. Sinais de transtorno alimentar compulsivo


Pessoas que sofrem de transtorno alimentar compulsivo tendem a perder o controle sobre a alimentação, apresentando comportamentos excessivos. Contudo, diferentemente de como ocorre na bulimia nervosa, na compulsão alimentar os episódios não são seguidos por tentativas de compensação, como jejum, vômitos ou exercícios excessivos.


Sendo assim, indivíduos que sofrem com esse problema costumam ser obesas e têm maior risco de desenvolver outras condições como doença cardiovascular. Quem luta com esse transtorno também pode passar por sentimentos intensos de angústia, culpa e constrangimento ligados à compulsão alimentar, e isso pode desencadear a progressão do problema.


Entre os sintomas mais normais em quem sofre de transtorno alimentar compulsivo, podemos citar:

  • demonstrar episódios de compulsão — desaparecimento de grandes quantidades de alimentos em curtos espaços de tempo;

  • armazenar alimentos ou esconder grandes quantidades de comida em lugares estranhos;

  • usar roupas folgadas para esconder o corpo;

  • isolamento social.


Caso você apresente sintomas dos transtornos alimentares que citamos no decorrer deste artigo, é muito importante que procure ajuda profissional. Se for feito o diagnóstico de distúrbio alimentar, um tratamento deve ser iniciado imediatamente, já que pessoas que sofrem desses problemas têm maior risco de complicações médicas e suicídio. Além disso, também podem apresentar outros transtornos que prejudicam a qualidade de vida como ansiedade, abuso de substâncias e depressão, por exemplo.


A hipnose clínica para tratar distúrbios alimentares tem se tornado cada vez mais comum, já que lida diretamente com as causas da doença e ajuda o paciente a identificar gatilhos e recondicionar comportamentos.


Quer saber mais sobre como podemos ajudar? Então entre em contato com a gente para receber atendimento de hipnose em Santos. Estamos prontos para atendê-lo da melhor maneira possível!

0 visualização

(11) 95550-2907  /  (13) 99717-6375     /     E-mail: clinicasheknah@gmail.com

Santos: Av. Conselheiro Nébias, 754, Conj. 2508/1813, Boqueirão, Santos - SP

São Paulo: Vila Madalena e Conjunto Nacional (Av. Paulista)

  • w-facebook
  • w-tbird
  • google+